<$BlogRSDUrl$>
Universos Assimétricos

Uma História de Agressão

30.9.03

Piton na cara (5) 

Em Solar 3, este vosso escriba apela com toda a veemência à equipa de futebol deste sector ocidental para não fazer no Euro 2004 nenhuma daquelas cenas tão penosas, com agressões aos árbitros e aos outros jogadores, com protestos perante o árbitro e os juízes de linha em grandes bandos vociferantes, com aquela atitude de meninos habituados a ser mimados e que de repente não percebem o que está a acontecer quando deparam com juízes que não se impressionam com nomes sonantes de jogadores ou de clubes.
Não é por vós, é por este vosso escriba que coitado, fica tão envergonhado.

posted by perplexo  # 00:36
Comments:
Obrigado por Blog intiresny
 
Enviar um comentário

29.9.03

Piton na cara (4) 

Em Futes 11, houve jogadores a mudar de profissão. Alguns poucos, mudaram-se para o boxe, outros para o kickboxing, mas o grosso só ia aos recintos desportivos integrando as claques dos clubes de que se mostravam os mais acesos gritadores.
Os que ficaram, praticavam um futebol pujante, criativo, liberto de todos os arruaceiros e burlões que o tinham inquinado.
A beleza do espectáculo era pontuada por um júri, na divisão mais importante e portanto o resultado em golos não era a única recompensa.
Finalmente, os espectadores voltaram aos estádios.

(… e viveram todos muito felizes para sempre!)

28.9.03

Piton na cara (3) 

Em Futes 11, aos poucos foi-se eliminando a violência nos estádios, não sem algumas situações caricatas: equipas que terminavam os jogos só com 3 ou 4 jogadores; equipas que tinham que faltar a jogos por terem demasiados jogadores suspensos; jogadores irradiados por burla ao simularem ser vítimas de rasteira inexistente; vedetas na cadeia. Os burlões eram considerados tão criminosos como se tivessem feito um desfalque de milhares de euros e como tal castigados.
Os próprios clubes, para evitarem sanções, suspendiam sempre qualquer jogador protagonista de um pé em riste, duma cotovelada intencional, duma ofensa verbal e chegavam a desfazer-se de jogadores reincidentes.

27.9.03

Piton na cara (2) 

Em Futes 11, assentou-se que:
- Um jogo de futebol é uma actividade cujo produto é o espectáculo.
- Um mau espectáculo é um produto defeituoso.
- O jogador agressor é um sabotador da qualidade do produto.
- Agressão em campo é um crime público, que pode dar prisão.
- Um jogo desportivamente correcto é pedagogicamente muito importante para os fãs, para os jovens, para toda a sociedade.
- Os jogadores e os clubes são responsáveis perante a sociedade por uma boa pedagogia desportiva, até porque recebem dinheiros públicos.

26.9.03

Piton na cara (1) 

Em Futes 11, chegou-se a consenso na maioria dos países civilizados em relação ao futebol, nomeadamente em relação aos aspectos éticos e pedagógicos. Reconheceu-se que o futebol era uma grande força onde toda a sociedade se revia, cujos exemplos interiorizava e copiava e portanto modeladora de comportamentos e atitudes perante o “outro”. Percebeu-se que as agressões eram altamente perniciosas para a imagem que a sociedade fazia de si própria e agressões desculpadas pelos árbitros e desculpabilizadas por dirigentes e público consolidavam a mensagem de que é aceitável agredir para evitar um golo e generalizando para evitar que o adversário progrida no campo.
“Piton na cara” podia ser outro nome para o que então se praticava.

25.9.03

Licker 6, 

Citam-se de cor algumas frases do Droits de Genéve:
«Bush não percebeu nada. Continua a produzir o discurso maniqueísta dos bons e dos maus, sem perceber que não se pode suplantar o terrorismo praticando o terrorismo, sem perceber que não se pode ser o “bom” sendo o “mau”: - não se pode disparar sobre civis desarmados, não se pode lançar bombas sobre mercados, não se pode retirar a presos como os de Guantanamo direitos dos combatentes militares e civis, consagrados internacionalmente.
Bush está desvairado e quer arrastar-nos a todos para o abismo da barbárie bélica.»

24.9.03

Licker 

Bush, aflito com a incapacidade de subjugar o Iraque, foi pedir ajuda à ONU, poucos meses depois de a ter menosprezado. Na mesma altura tentara ostracizar dirigentes que como Chirac tinham muitas dúvidas em atacar um Iraque que até se mostrava cooperante.
Anotam-se aqui algumas reacções internacionais:
O Ensemble de Paris titula na 1ª página: «PATÉTICO»
E mais à frente: «É muita falta de vergonha. Uma criança que se mete em aventuras e que vai a chorar para o pé dos adultos quando não as consegue controlar, merece um bom puxão de orelhas. Dá-lho Chirac.»
O comentarista do Ausgang de Nuremberg ironiza: «Quando liguei o televisor e vi Bush antes de discursar, cabisbaixo, sentado numa cadeira isolada perante uma grande assembleia, tive uma fracção de segundo de confusão – acreditei ter dado um salto temporal de 10 anos e estar já a ver Bush perante o tribunal que o julgará pela destruição injustificada do Iraque e pela morte de milhares de civis.»

23.9.03

Médias 6 

Na 2ª vinda a Médias 6, Cristo, feito o secundário, tentou sucessivamente entrar nas Universidades Marxista, Protestante, Macrobiótica, Sunita e do Grande Ocidente, sem êxito. Finalmente lá conseguiu entrar na Católica, mas teve que aprender primeiro a rezar o terço.


22.9.03

Em Liber 4,  

O programa “Howard Stern”, o canal MTV e quase todas as outras emissões americanas não são censuradas. Em “Howard Stern” a nudez não sofre a sobreposição de nenhum mosaico electrónico, a MTV emite os telediscos nas suas versões originais e também os outros canais e programas americanos respeitam a liberdade criativa, como é de esperar num país que se diz paladino dos direitos humanos e da liberdade.

21.9.03

Em Termal 2,  

O clima sofreu variações dramáticas nos últimos decénios. As grandes quantidades de poeiras, fumos e dióxido de carbono lançadas para a atmosfera, foram imperceptivelmente criando uma capa que deixando penetrar alguma radiação, constituía um obstáculo à sua libertação para o espaço. Isso provocou um aquecimento progressivo que favoreceu vagas de incêndios que devastaram as florestas das zonas tropicais e temperadas, fez derreter parte das calotes polares e fez aumentar exponencialmente a evaporação dos oceanos. Tanto vapor de água na atmosfera começou a impedir a luz solar visual de chegar ao solo, mas deixava penetrar a radiação infra-vermelha.
O calor tornou a vida impossível à maior parte das espécies até às latitudes dos trópicos. Os organismos ficavam literalmente estufados.
Sem luz solar, a fotossíntese deixou de se fazer – as plantas morreram e os que delas se alimentavam. Neste mundo escuro e escaldante, medram os saprófitas – fungos e cogumelos de todas as espécies, que nos primeiros decénios dispuseram de muita matéria orgânica em decomposição.
Os homens retiraram-se na sua quase totalidade – os 500 milhões que restam – para lá dos círculos polares. A Antártida é o Novo Mundo.



20.9.03

Em Bajular 8, 

Morreu o cão da Casa Branca.
Este acontecimento que poderia passar despercebido, causou no entanto grande consternação entre os países da coligação, devido aos sentimentos de subserviência e veneração pelo país protector. Alguns mais bajuladores como Portugal, Espanha e Itália puseram mesmo a bandeira a meia-haste.

19.9.03

Em Sacar 6, 

O furacão Isabel deixou Washington e outras cidades americanas sem electricidade, sem água e com várias infra-estruturas e edifícios destruídos. A reconstrução vai ser entregue a empresas iraquianas de construção que se encontram em fase de total disponibilidade.
O recurso a empresas americanas está inviabilizado, porque se encontram todas a reconstruir o Iraque, com os resultados que se têm visto.

18.9.03

Em Killer 1, 

Israel, pela mão de Sharon esbanjou vertiginosamente o capital de simpatia e compaixão que o povo judeu granjeara através do sofrimento e do sangue. Em Sabra e Chatilla, abateu milhares de refugiados palestinianos, em 1982. Agora, mantém os territórios palestinianos a ferro e fogo, ocupando áreas que não são israelitas, destruindo casas e matando indiscriminadamente. Em Agosto passado enveredou pela sua mais refinada faceta - a de serial killer, executando quase todos os dias um militante do Hamas.
Será necessária outra grande campanha de filmes americanos a chorar o Holocausto, para o seu mundo minimizar os acontecimentos actuais.

17.9.03

Em Invader 4, há 10.000 texanos presos no seu próprio país. Aos olhos do invasor iraquiano, é crime ser patriota e lutar contra o ocupante estrangeiro. Por isso, vemos constantemente pobres texanos nos seus ridículos fatos de cowboy a ajoelhar, a ser manietados e a ser encapuçados por assaltantes de ricas túnicas, que em quadrilha e a coberto da noite, forçam as casas e entram nos quartos.
Que farão os invasores, quando os encarcerados aumentarem a tal ponto que não consigam gerir os cada vez mais e maiores campos de reunião forçada? Esperemos que algum ridículo homenzinho sem bigode não tenha ideias.

16.9.03

Em Abolir 2, não existe pena de morte em nenhum estado americano, nem mesmo no Texas. Essa postura civilizacional estendeu-se também à luta política – nenhum Chefe de Estado manda perseguir outro até à morte, pelo menos abertamente. O último Chefe de Estado do tipo executor desapareceu há mais de 2 séculos e chamava-se Busharon.

15.9.03

Em Spender 6, apareceu na imprensa o seguinte anúncio dirigido a todas as autoridades federais:- D. Mocrat, em regime de comunhão geral alternada, declara que não se responsabiliza por qualquer dívida contraída ou a contrair pelo seu parceiro republicano, Sr. Bush.

14.9.03

Em Bigger 5, após as novas anexações no Médio-Oriente, uma comissão do Senado do Império propôs nova alteração do desenho da bandeira, que passará de 62 para 64 estrelas.

13.9.03

Em Tougher 4, Bush entrou no jogo interactivo «Quem destrói mais». Destruiram-lhe 2 torres e ele subiu a parada - destruíu 2 países. Declarou a propósito:- "We will prevail".

11.9.03

Em Trister 5, relembra-se hoje com tristeza o derrube, há 30 anos, do governo eleito do Chile por revoltosos apoiados pelo governo globalizante dos Estados Unidos, acção essa que provocou mais de 3000 mortos.
Ironicamente, também foi de mais de 3000 mortos o balanço sangrento do derrube das torres gémeas de há 2 anos, nos Estados Unidos. Uns dizem:- Deus não dorme. Outros preferem dizer:-O Homem é o lobo do Homem. Outros ainda, sentindo que tudo poderia ser diferente, mantêm os olhos cheios de tristeza.

8.9.03

Será possível que no mesmo universo, Bush no início dum ano rejeite com olímpica arrogância que a questão do Iraque se processe no âmbito da ONU e ainda no mesmo ano lhe venha, quase humildemente, "pedir batatinhas"?
Impossível. Não há espinhas tão flexíveis.

Archives

links to this post

Agosto 2003   Setembro 2003   Outubro 2003   Novembro 2003   Dezembro 2003   Janeiro 2004   Fevereiro 2004   Março 2004   Abril 2004   Maio 2004   Junho 2004   Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004   Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Junho 2005   Julho 2005   Agosto 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007   Abril 2007   Maio 2007   Junho 2007   Julho 2007   Agosto 2007   Setembro 2007   Outubro 2007   Novembro 2007   Dezembro 2007   Janeiro 2008   Fevereiro 2008   Março 2008   Abril 2008   Maio 2008   Junho 2008   Julho 2008   Agosto 2008   Setembro 2008   Outubro 2008   Novembro 2008   Dezembro 2008   Janeiro 2009   Fevereiro 2009   Março 2009   Abril 2009   Maio 2009   Junho 2009   Julho 2009   Agosto 2009   Setembro 2009   Outubro 2009   Novembro 2009   Dezembro 2009   Janeiro 2010   Fevereiro 2010   Março 2010   Abril 2010   Maio 2010   Junho 2010   Julho 2010   Agosto 2010   Setembro 2010   Outubro 2010   Novembro 2010   Dezembro 2010   Janeiro 2011   Fevereiro 2011   Março 2011   Abril 2011   Maio 2011   Junho 2011   Julho 2011   Agosto 2011   Setembro 2011   Outubro 2011   Novembro 2011   Dezembro 2011   Janeiro 2012   Fevereiro 2012   Março 2012   Abril 2012   Maio 2012   Julho 2012   Agosto 2012   Setembro 2012   Outubro 2012   Novembro 2012   Dezembro 2012   Janeiro 2013   Março 2013   Abril 2013   Maio 2013   Julho 2013   Agosto 2013   Setembro 2013   Novembro 2013   Janeiro 2014   Março 2014   Maio 2014   Julho 2014   Agosto 2014   Janeiro 2015   Fevereiro 2015   Maio 2015   Junho 2015   Setembro 2015   Outubro 2015   Dezembro 2015   Abril 2016   Julho 2016   Setembro 2016   Novembro 2016  

Perdidos no Hiper-Espaço:

Em quarentena (Vírus linka-deslinka):

Desembarcados num Mundo Hospitaleiro:

Pára-arranca:

Sinais de Rádio do Espaço Cósmico:

Tele-transportes:

Exposição Temporária:


referer referrer referers referrers http_referer

This page is powered by Blogger. Isn't yours? Mail