<$BlogRSDUrl$>
Universos Assimétricos

Uma História de Agressão

31.5.07

O melhor de 2 mundos 


Hoje encontrei um amigo que costuma enviar-me e-mails com piadas sobre o Sócrates e a Ota e o Governo. Hoje queixava-se-me veementemente que o Sócrates não sei o quê, e que fecharam o centro de saúde da área dele, e que está a ver a reforma a fugir, de modo que eu perguntei-lhe:
- Ontem fizeste greve!?
- Não. Não fiz porque…
- … porque tiveste uma forte e legítima razão, claro. Então, agora vai-te queixar ao Totta!

posted by perplexo  # 13:42
Comments:
No outro dia, antes da greve, estive à conversa com um colega. Ele achava que um dia de greve não adiantava nada, que era preciso que tivéssemos os tomates dos francese que, pela simples ameaça de uma legislação anacrónica, fazem uma semana de greve até que o governo ceda. Mas não sei se esse paleio não era só para dizer que não fazia greve por não acreditar na sua eficácia. Olha, infelizmente a situação é tal que não ganhamos tanto como os franceses para aguentar greves, nem ganhamos tão pouco que seja igual ao litro como os brasileiros. Estamos fodidos porque a malta não vai alinhar, no meio professoral anda uma azáfama tremenda para chegar a titular, autênticas bestas...
Desculpa o desbafo...
 
Enviar um comentário

30.5.07

A Comunicação Social está tomada 


Todos já o sabíamos mas, como a coisa anda um pouco camuflada, acabamos por nos esquecer. Hoje, no entanto, foi bem evidente a diferença de tratamento entre as declarações do Governo e as declarações da CGTP. Pelo Governo, a abrir os telejornais, falaram 2 (dois) secretários de Estado, enquanto quiseram, primeiro um e depois o outro, a dizer as mesmas coisas. Pela CGTP – quem declarou a greve geral de hoje – falou depois Carvalho da Silva que em breve estava a ser interrompido nas suas declarações e não pôde terminar, voltando-lhe as costas os repórteres/fura-greves de serviço das 3 televisões generalistas. Foi vergonhoso. Foi rasteiro. Foi muito evidente a tentativa de boicote às declarações da central sindical. Percebeu-se que havia uma intenção deliberada de lhe retirar a palavra. Com destaque para a RTP.
A CGTP tem razões para fazer queixa à autoridade competente para a Comunicação Social, pela diferença de tratamento em tempo e atitude. Em relação à má-educação dos repórteres/fura-greves, não há muito a fazer.

É também pela perceptível parcialidade da Comunicação Social tomada que a blogosfera ganha importância. Todos queremos conhecer o que a outra parte tem a dizer.

Comments:
Infelizmente, não haverá quem tenha a coragem de dizer se a opção de interromper o líder da CGTP com com perguntas a meio do seu discurso ou o cessar da sua transmissão foi tomada pelos jornalista in loco se pelas coordenações das estações televisivas.
Testemunhas e intervenientes terão medo das consequências de tais afirmações!
 
Enviar um comentário

29.5.07

Listagens 


Há quem queira identificar quem faz greves.

Não se percebe qual é o interesse. O que importa esmiuçar, para a perceber, é a excepção, a irregularidade, o fenómeno insólito. Ninguém está interessado em conhecer a listagem de quem procede segundo as regras cívicas e de cidadania da sociedade (quem paga os seus impostos), mas já pode ter interesse saber quem quebra as regras e põe em cheque a segurança da maioria (quem não respeita os limites de velocidade), ou sabota os esforços colectivos de uma vida melhor (quem fura as greves). Uma listagem dos fura-greves talvez fosse do interesse público.

É um ponto de vista simétrico mas não mais ilegítimo!

Comments:
Nem mais. Os fura greves são os chulos que ficam à espera que os outros façam o trabalho por eles.
Um abraço. Augusto
 
Enviar um comentário

28.5.07

Praia do Dafundo 


Alguém conhece?


Comments:
ainda é a melhor praia para se morrer intoxicado?
 
Eh, eh, eh.
Não sei, mas para passear não é má!
 
Enviar um comentário

27.5.07

Olha o estouro...! 

26.5.07

Recuperação 


«Os malfeitores de Caravaggio, os pedintes de Ribera, os condenados de Goya, os loucos de Géricault, as putas de Degas, os índios de Orozco... desperta(ra)m algumas consciências, muda(ra)m alguns comportamentos mas, muito frequente e rapidamente, deixa(ra)m de ser panfletos cívicos e morais para sustentarem um dos mais eficazes, lucrativos e poderosos sistemas económicos da história humana, o da arte.»

João Pinharanda, in Revista CAIS, Maio de 2007.

Comments:
E que tal dar a volta a isso?
Copiar essas obras (web, scanner, fotocópia, etc) e divulga-las: nos blogs, na escada do prédio, no autocarro, no placard do trabalho...
Se a cultura serve para alguma coisa, é para intervir. E, fechada nos museus, de pouco serve neste campo!
Piratas de todo o mundo: Uni-vos e pirateai!
 
Enviar um comentário

24.5.07

Uma voz contra a ditadura 

Comments:
Duvido que consiga!
E não é pessimismo, é realismo.
Guantanamo, TPI, Quioto, são apenas alguns dos exemplos que baseiam esta afimação.
Agora se fecharem as torneiras aos dolares, se as Lajes fecharem e outras atitudes semelhantes, provavelmente o Tio Sam talvez aceitasse em sacrificar uma das suas ovelhas para manter os negócios a funcionar.
É que, e não sejamos inocente, a única munição que eles conhecem é mesmo e apenas o dinheiro!
 
Enviar um comentário

22.5.07

Ã?! 


A toponímia nacional está cheia de nomes estranhíssimos, sabe-se lá, tantas vezes, que origens tiveram. Além da história de cada topónimo, este teve ainda que passar pela «batedeira» de cada regionalismo linguístico. Daí, não ser de estranhar que os topónimos com uma determinada característica bizarra se concentrem quase todos na mesma região. Refiro, como exemplo, a relativa concentração de topónimos terminados em ô em Águeda e imediatamente acima: Barrô, Travassô, Paivô, Urrô, Mosteirô, além de Avô mais afastado. Mas, para mim, o máximo da bizarria vai para a terminação em ã à volta de Cantanhede e logo acima: Ançã, Cordinhã, Ourentã, Oiã, Fermelã, Antuã, além de Lousã mais para sudeste.
Curioso, não é?

Comments:
Possivelmente tem a haver com a língua dos povos que fundaram as povoções. Será que o primeiro ministro muda lá de nome para Socratãs ou Socratô.
Um abraço. Augusto
 
E na zona Oeste

A-dos Loucos; A-da-gorda; A-dos-cunhados;

Um abraço
 
Enviar um comentário

18.5.07

Best of ... Maio de 2006 

Areias movediças

Ter um site está na moda. Qualquer pequena chafarica contrata um designer informático para lhe pôr um site na Net. Isso dá-lhe uma imagem de empresa actualizada e dinâmica. Só que o site por ali fica sem qualquer actualização posterior. Torna-se muitas vezes um peso morto para quem faz uma pesquisa na Net, quando não transmite informações erradas. Neste caso, em vez de ajudar, confunde, faz perder tempo, faz o interessado esbracejar sem ter onde se agarrar.

Enquanto se trata de empresas de vão de escada, resmungamos, passamos à frente. Quando se trata de organismos «oficiais» preocupamo-nos, porque alguém anda «a brincar com a tropa».
É o caso dum site sobre turismo do Oeste. Está ali para dinamizar o turismo da região mas tem informações erradas. Além de outras, diz que o Museu do Hospital Termal das Caldas da Rainha está fechado aos sábados, quando na verdade está aberto até às 12.30 h.
Pela informação deste site eu tinha desistido de visitar aquele museu, há uns sábados atrás. Conformara-me a visitar «apenas» os outros museus das Caldas. Qual não foi o meu espanto quando lá me deparei com o museu aberto, felizmente, mas que tive que ver a correr. Mais valia não ter encontrado aquele site com aquela informação errada – teria procurado outro site.

Hoje fui todo confiado na informação do IPPAR visitar a igreja de S. Vicente de Fora. O site diz que aos Domingos está aberta das 15 às 17. Não é verdade. Só de manhã.Felizmente não me desloquei em vão. O convento contíguo é visitável e tem material para passar 2 horas interessantes, desde um núcleo museológico bastante rico até aos profusos lambris de azulejos historiados com, por exemplo, dezenas de fábulas de La Fontaine, passando por um tecto em trompe l’oeil e uma sacristia riquissimamente forrada de embutidos em mármores polícromos. Sem esquecer o panteão dos Bragança.
A visitar.



(Um ano depois, os sites referidos continuam impávidos a enganar os visitantes)

14.5.07

Civilizadamente 

Comments:
Infelizmente o significado da palavra foi alterado no dicionário.
Um abraço. Augusto
 
Enviar um comentário

11.5.07

A verdade é terrível 

10.5.07

Civis, tantos, uma e outra vez 

Comments:
«Vão ficar bem vacinados contra os ocidentais!»

É mesmo, sempre os dois infinitos: "a estupidez e o universo". Poder-se-ia juntar a ganância à trindade.

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1293790&idCanal=16
 
Enviar um comentário

9.5.07

Todos (lá) dentro 

8.5.07

O terror amigo 

Comments:
Efeitos colaterais.Os gajos não são julgados no Tribunal Internacinal de Haia.
Um abraço. Augusto
 
Enviar um comentário

7.5.07

Alienados e armados 


Uma equipa de rastreio de saúde mental do exército americano concluiu:

- Cerca de 10% dos soldados americanos no Iraque maltrataram civis.
- Cerca de metade assistiu à morte ou a sevícias infligidas pelos seus camaradas de armas a civis iraquianos não combatentes.
- Mais de um terço entende que a tortura deveria ser permitida a fim de conseguir informações sobre os combatentes adversos.
- Menos de metade concorda que os não-combatentes devem ser tratados com dignidade e respeito.

6.5.07

There is no business like war business 

Comments:
De aguma forma t~em que fazer rentabilizar o investimento.
A sua estada lá, afinal, tem sido uma operação de marketing para demonstrar a eficácia do que vendem!
 
Enviar um comentário

5.5.07

O modelo a evitar 

Comments:
Right!
 
United Sattes - o país-maravilha!!
Beijos
 
Enviar um comentário

4.5.07

A intransigência dos maníacos 

Comments:
É simples, não sabem o que é realmente Democracia. Nem tudo o que queremos, pode ser.
Um abraço. Augusto
 
Enviar um comentário

2.5.07

O muro de Bagdad 


Os militares americanos estão a construir, dentro da cidade de Bagdad, um muro com cerca de 5 quilómetros de extensão e 3,5 metros de altura, a separar alguns bairros na capital ocupada. «A comunidade minoritária de Adamiya irá ficar completamente enclausurada».



Emparedados no seu próprio país




Disfarçando a ignomínia


1.5.07

Dominar o Mundo sem olhar a meios 

Archives

links to this post

Agosto 2003   Setembro 2003   Outubro 2003   Novembro 2003   Dezembro 2003   Janeiro 2004   Fevereiro 2004   Março 2004   Abril 2004   Maio 2004   Junho 2004   Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004   Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Junho 2005   Julho 2005   Agosto 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007   Abril 2007   Maio 2007   Junho 2007   Julho 2007   Agosto 2007   Setembro 2007   Outubro 2007   Novembro 2007   Dezembro 2007   Janeiro 2008   Fevereiro 2008   Março 2008   Abril 2008   Maio 2008   Junho 2008   Julho 2008   Agosto 2008   Setembro 2008   Outubro 2008   Novembro 2008   Dezembro 2008   Janeiro 2009   Fevereiro 2009   Março 2009   Abril 2009   Maio 2009   Junho 2009   Julho 2009   Agosto 2009   Setembro 2009   Outubro 2009   Novembro 2009   Dezembro 2009   Janeiro 2010   Fevereiro 2010   Março 2010   Abril 2010   Maio 2010   Junho 2010   Julho 2010   Agosto 2010   Setembro 2010   Outubro 2010   Novembro 2010   Dezembro 2010   Janeiro 2011   Fevereiro 2011   Março 2011   Abril 2011   Maio 2011   Junho 2011   Julho 2011   Agosto 2011   Setembro 2011   Outubro 2011   Novembro 2011   Dezembro 2011   Janeiro 2012   Fevereiro 2012   Março 2012   Abril 2012   Maio 2012   Julho 2012   Agosto 2012   Setembro 2012   Outubro 2012   Novembro 2012   Dezembro 2012   Janeiro 2013   Março 2013   Abril 2013   Maio 2013   Julho 2013   Agosto 2013   Setembro 2013   Novembro 2013   Janeiro 2014   Março 2014   Maio 2014   Julho 2014   Agosto 2014   Janeiro 2015   Fevereiro 2015   Maio 2015   Junho 2015   Setembro 2015   Outubro 2015   Dezembro 2015   Abril 2016   Julho 2016   Setembro 2016   Novembro 2016  

Perdidos no Hiper-Espaço:

Em quarentena (Vírus linka-deslinka):

Desembarcados num Mundo Hospitaleiro:

Pára-arranca:

Sinais de Rádio do Espaço Cósmico:

Tele-transportes:

Exposição Temporária:


referer referrer referers referrers http_referer

This page is powered by Blogger. Isn't yours? Mail