<$BlogRSDUrl$>
Universos Assimétricos

Uma História de Agressão

4.6.04

Pouco racistas 

A capacidade de miscigenação do Português foi talvez o grande trunfo para ter conseguido manter possessões coloniais no séc. XVII, atacadas por Holandeses, Ingleses e Franceses. A rede de relações familiares e o seu cortejo de costumes, crenças e língua formavam uma barreira dificilmente quebrável pelo invasor.
O Brasil do séc. XVII usava as seguintes designações para tentar distinguir as várias variedades que foram nascendo de todos aqueles cruzamentos, onde entravam Brancos colonizadores, Índios autóctones e Negros africanos, chegados como escravos:
Branco + Branco = Mazombo
Branco + Índio = Mameluco
Branco + Negro = Mulato
Branco + Mulato = Pardo
Negro + Negro = Crioulo
Negro + Mulato = Cabra
Negro + Índio = Cafuso
Índio + Mameluco = Curiboca
Índio + Mulato = Caboclo

The Americans still had racial confrontations, in the XXth century

posted by perplexo  # 01:29

Comments:
Oi, e o que dá mulato com cafuso?
E este resultado com branco?
Obrigada!
Aguardo resposta!
Analu
 
Olá!
Primeiro: Que fique claro que estas são designações usadas no Brasil, no século XVII, para nascidos no Brasil.
Segundo: Não sei quais as designações utilizadas, quando a miscigenação se tornava mais complexa. Suponho que se inclinariam para uma das designações acima referidas, conforme o tom de pele e os traços fisionómicos sugerissem uma maior aproximação a este ou àquele grupo. Mas apenas suponho.
 
Analu, Cafuso + Branco = Caboclo.
 
O que dá cafuzo + pardo???

 
Oi Murilo.
Cafuso + Pardo dá um caboclo mais escurinho.
Minha esposa é cabocla. O pai dela é morenão (mulato) e a mãe índia. Eu sou branco (descendente de italiana e portugues), meus filhos têm uma beleza exótica, são brancos, altos e olhos levemente puxados. Quando eu fico exposto ao sol eu me envermelho todo e os meus filhos se bronzeiam. É claro que é devido ao sangue caboclo que puxaram da mãe.
 
Capado
 
Eu sou branco , fico vermelho as vezes , tenho a pele da Paola Oliveira , cabelo liso e castanho escuro , olhos castanhos escuros , nariz fino e um poco de cheira pum kkkk , boca fina , eu tenho mãe parda , traços praticamemte identicos aos meus porem tem pele morena clara , minha avó materna tem traços negros e cabelo cacheado meio aberto e pele como da Tais Araujo , meu avô materno é italiano.
Por parte de pai , ele é branco com traços europeus, minha avó paterna é branca como meu pai , e o meu avô paterno é nordestino com pele morena
Todo mundo fala que sou branco mas o que eu sou ?
 
rsrs pessoal tudo mostrando que é quase branco e e ninguem falando que é quase negro kkkk. Dificilmente tu ve alguém dizendo: sou negão azulado. E se o pai é negro e mãe é branca, dirão algo como:

meu pai é negro, minha mãe é branca italiana, roma, de familia sei lá o que.. Poha, é muito visível isso, e o proprio motivo da pessoa comentar já mostra sua preocupação com essas coisas! hehehe.

Eu to comentando porque não pude deixar de ler.. tava buscando essa classificação pra mostrar num argumento sobre o lance do caboclo e cabra que pouso sabe, vemos expressões como 'cabra da peste' mas poucos sabem o que é cabra.

Seja como for... cuidado com o racismo do tipo 'sou quase branco' em vez do 'sou quase negro'. O meio termo pras pessoas pendem pro branco.. tipo o lance do copo meio cheio ou meio vazio, otimistas dizem meio cheio. O preconceituoso vai optar pro meio branco ou sutilmente, embora sem evitar as pistas, dizer o meio negro pra fazer uma média só piorando ainda mais sua percepção interna que tanto tentou esconder kkk
 
Enviar um comentário

Archives

links to this post

Agosto 2003   Setembro 2003   Outubro 2003   Novembro 2003   Dezembro 2003   Janeiro 2004   Fevereiro 2004   Março 2004   Abril 2004   Maio 2004   Junho 2004   Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004   Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Junho 2005   Julho 2005   Agosto 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007   Abril 2007   Maio 2007   Junho 2007   Julho 2007   Agosto 2007   Setembro 2007   Outubro 2007   Novembro 2007   Dezembro 2007   Janeiro 2008   Fevereiro 2008   Março 2008   Abril 2008   Maio 2008   Junho 2008   Julho 2008   Agosto 2008   Setembro 2008   Outubro 2008   Novembro 2008   Dezembro 2008   Janeiro 2009   Fevereiro 2009   Março 2009   Abril 2009   Maio 2009   Junho 2009   Julho 2009   Agosto 2009   Setembro 2009   Outubro 2009   Novembro 2009   Dezembro 2009   Janeiro 2010   Fevereiro 2010   Março 2010   Abril 2010   Maio 2010   Junho 2010   Julho 2010   Agosto 2010   Setembro 2010   Outubro 2010   Novembro 2010   Dezembro 2010   Janeiro 2011   Fevereiro 2011   Março 2011   Abril 2011   Maio 2011   Junho 2011   Julho 2011   Agosto 2011   Setembro 2011   Outubro 2011   Novembro 2011   Dezembro 2011   Janeiro 2012   Fevereiro 2012   Março 2012   Abril 2012   Maio 2012   Julho 2012   Agosto 2012   Setembro 2012   Outubro 2012   Novembro 2012   Dezembro 2012   Janeiro 2013   Março 2013   Abril 2013   Maio 2013   Julho 2013   Agosto 2013   Setembro 2013   Novembro 2013   Janeiro 2014   Março 2014   Maio 2014   Julho 2014   Agosto 2014   Janeiro 2015   Fevereiro 2015   Maio 2015   Junho 2015   Setembro 2015   Outubro 2015   Dezembro 2015   Abril 2016   Julho 2016   Setembro 2016   Novembro 2016  

Perdidos no Hiper-Espaço:

Em quarentena (Vírus linka-deslinka):

Desembarcados num Mundo Hospitaleiro:

Pára-arranca:

Sinais de Rádio do Espaço Cósmico:

Tele-transportes:

Exposição Temporária:


referer referrer referers referrers http_referer

This page is powered by Blogger. Isn't yours? Mail