<$BlogRSDUrl$>
Universos Assimétricos

Uma História de Agressão

19.4.13

Cavaco silva 




Na feira do livro de Bogotá, Cavaco Silva silvou, mas nem uma referência a Saramago. O Presidente da pátria de Saramago, embaixador-mor dos interesses portugueses, optou por ignorar o único prémio Nobel da Literatura em Português. Cavaco está a sabotar Portugal.

Não surpreende. Já conhecíamos o seu caráter mesquinho, vingativo, no vergonhoso discurso de vitória, quando foi eleito. Já sabíamos que um seu secretário de Estado, em 92, censurou Saramago. Já soubéramos que preferiu não ir ao funeral de Saramago. Já percebêramos a sua incultura básica em muitos episódios penosos. Incultura da mais dramática: a arrogante e contentinha.

Está bem de ver, Cavaco não é o presidente de todos os portugueses; é-o dos seus abstrusos correligionários, perdidos nas suas trágicas ideias económicas e políticas que produziram a crise e o Estado vigente; é-o dos seus corruptos apaniguados, que só continuam á solta por terem tomado o Estado. Cavaco ganhou – os Portugueses perderam. Triste fado!


posted by perplexo  # 18:13

Comments:
Que tem a haver a visita de Cavaco Silva à feira do livro de Bogotá com o escritor José Saramago? Poderia ter-se simplesmente esquecido… talvez demasiado preocupado com os últimos investimentos na Bolsa de Valores; as últimas orientações não têm sido as mais favoráveis.
O problema de Saramago é o de qualificar intelectualmente o Comunismo Marxista Leninista a começar pelo facto de ser membro do Partido. É o de, logo à partida, ter de se ajustar, sempre, em toda a sua obra a todos os delineamentos doutrinários. É a de, por isso mesmo, não saber nunca ou não poder ser isento. Principalmente porque a Bolsa, que lhe tem dado algum “pezinho de meia”, é para Saramago coisa de capitalistas latifundiários e chauvinistas, com falsas pretensões liberais e claramente uma ofensiva contra os interesses e a própria ética da classe proletária internacional, uma ofensa existencial mas também um símbolo justificador de “luta dos camaradas”, um mal necessário que abona a favor do mesmo Marxismo e de sua perpetuação eterna. Ámen.
– Não! Não poderei aclamar a memória daquele que condenaria logo a minha fonte de recursos extraordinários – terá pensado – Foi uma falta de lembrança, ou… não terá sido oportuno… Não quero saber! Prontos.
 
Enviar um comentário

Archives

links to this post

Agosto 2003   Setembro 2003   Outubro 2003   Novembro 2003   Dezembro 2003   Janeiro 2004   Fevereiro 2004   Março 2004   Abril 2004   Maio 2004   Junho 2004   Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004   Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Junho 2005   Julho 2005   Agosto 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007   Abril 2007   Maio 2007   Junho 2007   Julho 2007   Agosto 2007   Setembro 2007   Outubro 2007   Novembro 2007   Dezembro 2007   Janeiro 2008   Fevereiro 2008   Março 2008   Abril 2008   Maio 2008   Junho 2008   Julho 2008   Agosto 2008   Setembro 2008   Outubro 2008   Novembro 2008   Dezembro 2008   Janeiro 2009   Fevereiro 2009   Março 2009   Abril 2009   Maio 2009   Junho 2009   Julho 2009   Agosto 2009   Setembro 2009   Outubro 2009   Novembro 2009   Dezembro 2009   Janeiro 2010   Fevereiro 2010   Março 2010   Abril 2010   Maio 2010   Junho 2010   Julho 2010   Agosto 2010   Setembro 2010   Outubro 2010   Novembro 2010   Dezembro 2010   Janeiro 2011   Fevereiro 2011   Março 2011   Abril 2011   Maio 2011   Junho 2011   Julho 2011   Agosto 2011   Setembro 2011   Outubro 2011   Novembro 2011   Dezembro 2011   Janeiro 2012   Fevereiro 2012   Março 2012   Abril 2012   Maio 2012   Julho 2012   Agosto 2012   Setembro 2012   Outubro 2012   Novembro 2012   Dezembro 2012   Janeiro 2013   Março 2013   Abril 2013   Maio 2013   Julho 2013   Agosto 2013   Setembro 2013   Novembro 2013   Janeiro 2014   Março 2014   Maio 2014   Julho 2014   Agosto 2014   Janeiro 2015   Fevereiro 2015   Maio 2015   Junho 2015   Setembro 2015   Outubro 2015   Dezembro 2015   Abril 2016   Julho 2016   Setembro 2016   Novembro 2016  

Perdidos no Hiper-Espaço:

Em quarentena (Vírus linka-deslinka):

Desembarcados num Mundo Hospitaleiro:

Pára-arranca:

Sinais de Rádio do Espaço Cósmico:

Tele-transportes:

Exposição Temporária:


referer referrer referers referrers http_referer

This page is powered by Blogger. Isn't yours? Mail