<$BlogRSDUrl$>
Universos Assimétricos

Uma História de Agressão

30.12.15

Estamos Banifados 


Por Francisco Moita Flores em 27.12.2015 no Correio da Manhã.

Os bancos não podem falir. Embora possam falir milhares de empresas, de famílias.

Os nossos governos são todos portadores do vírus da desculpa. Não há criatura que tome posse como primeiro-ministro que não garanta que todo o mal que se descobre na vida pública foi culpa do anterior governo. Só pode ser um vírus que anda por S. Bento. Agora, rebentou mais um escândalo bancário.

O Banif estoirou. Ou melhor, foi vendido. E aqui percebe-se que mais do que a culpa do anterior governo, que a tem, a surpresa perante as mesmas culpas, ou desculpas, o processo de resolução do caso Banif é exatamente igual para todos os governos. Foi com o PS de Teixeira dos Santos, no caso BPN, foi com a coligação de direita de Maria Luís Albuquerque, no caso BES, e, finalmente, agora com o PS recauchutado, de Mário Centeno, no caso que nos esmifra mais três mil milhões de euros. Aqui são todos iguais.

Os bancos não podem falir. Embora possam falir milhares de empresas, milhares de famílias, multiplicando o desemprego e a fome. Os pobres devem ficar mais pobres para que meia dúzia de facínoras salvem a pele de derrocadas de milhares de milhões de euros. Tudo se sujeita ao mando da troika e dos mercados. Corta-se na saúde, na educação, esmifram-se os professores, os funcionários públicos, os famintos dos recibos verdes, os sobreviventes do salário mínimo, mas a Banca, não!
Um banco que cai, para esta geração de governantes, é um ataque à Pátria. Tudo se fará para salvar um banco, tudo se fará para que seja a multidão a pagar a fatura.

E é bem grande, por sinal. De tal modo, que arruinou a minha coluna da semana passada, neste lugar, quando falava da política de bodo aos pobres que este governo tinha anunciado. Com o estoiro do Banif, lá se foram os pequenos aumentos e aí está mais uma imensa dívida para pagar.

Cerca de 300 euros por cada português para salvar um banco que foi vendido a outro de tal forma que só resta explicar como se estivéssemos num manicómio. É mais ou menos assim: o Santander pagará 150 milhões pelo Banif, desde que o Estado injete perto de três mil milhões.

Dito de maneira mais simples, eu comprarei ao leitor uma chávena por cinco euros, mas, para que a compre, terá de colocar dentro dela uma nota de cem euros. E assim salva a chávena. E assim se salva o sistema, dizem eles! Igual nas culpas, nas ações, esta rapaziada foi inventada há mais de um século, pelo poeta Guerra Junqueiro: Tão vazios, tão iguais, como as duas metades do mesmo zero!



posted by perplexo  # 00:26

Comments:
Para complementar agora Vamos falar do "Plano Kalergi".
A estratégia:
http://inacreditavel.com.br/wp/o-plano-kalergi/
No terreno, só para exemplificar:
http://www.felipebotaya.com/2016/02/la-violacion-de-europa.html

 
Todas estas questões giram à volta do mesmo:
“(…)Los globalistas no son ni marxistas ni capitalistas. Son lo que les interesa ser en cada momento y lugar. Su fin justifica sus medios. Pueden defender el anti-racismo en España y al mismo tiempo el racismo en Israel. Las puertas abiertas a la inmigración en Europa y Estados Unidos y las puertas cerradas en Israel. Pueden querer ilegalizar a los “nazis” del NPD en Alemania mientras financian a nazis en Ucrania. Pueden apelar a la lucha contra el terrorismo islámico para justificar la invasión de Iraq mientras financian y arman a terroristas islámicos en Siria.
No nos engañemos. Detrás de este proyecto no está la extrema izquierda, aunque ella también colabore en el mismo, de manera seguramente inconsciente (sus bases) y de manera perfectamente consciente (sus líderes). Lo vemos en la invasión de “refugiados”. Los de Podemos, Izquierda Unida, Compromís y las CUP pueden hacer sus actos públicos y poner sus pancartas de wellcome refugees, pero son Angela Merkel, la patronal alemana, Luis de Guindos, Jean Claude Juncker y otros capos de la UE, son los economistas ultra-capitalistas y, por encima de todos ellos, es el millonario sionista globalista George Soros el que está detrás de esta invasión.
Y le están dando una vuelta de tuerca más al proceso. Están decretando sus “leyes contra el odio” en un país tras otro para encerrar en la cárcel si es preciso a todos aquellos que se opongan a esta dictadura global, están formando a las policías locales y nacionales en estas ideas para que se conviertan en auténticas Policías del Pensamiento, están financiando todo tipo de ONGs como el Movimiento Contra la Intolerancia y SOS Racismo para que lleven a cabo este proyecto en cada país. Están promoviendo “primaveras árabes”, “revoluciones de colores” y a movimientos como Podemos para conseguir su “ciudadanía global”, están destruyendo, mediante el liberalismo, a las distintas derechas nacionales de cada país que podrían ser un obstáculo para este plan, están creando opciones políticas como Ciudadanos (del Mundo) con el mismo fin, están haciendo todo lo posible para fulminar a los candidatos y partidos que se escapan a su control, como Donald Trump en Estados Unidos…
Están, en definitiva, buscando implantar su Globalización Sionista.”

https://adversariometapolitico.wordpress.com/2016/03/12/marxismo-cultural-o-capitalismo-cultural/

 
Diga-se em abono da verdade que a Globalização é antes de fundo e caráter Sinárquico sendo a Organização Sionista uma estrutura política e financeira que diretamente responde e favorece àquela.
Só para entendidos.
 
Enviar um comentário

Archives

links to this post

Agosto 2003   Setembro 2003   Outubro 2003   Novembro 2003   Dezembro 2003   Janeiro 2004   Fevereiro 2004   Março 2004   Abril 2004   Maio 2004   Junho 2004   Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004   Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Junho 2005   Julho 2005   Agosto 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007   Abril 2007   Maio 2007   Junho 2007   Julho 2007   Agosto 2007   Setembro 2007   Outubro 2007   Novembro 2007   Dezembro 2007   Janeiro 2008   Fevereiro 2008   Março 2008   Abril 2008   Maio 2008   Junho 2008   Julho 2008   Agosto 2008   Setembro 2008   Outubro 2008   Novembro 2008   Dezembro 2008   Janeiro 2009   Fevereiro 2009   Março 2009   Abril 2009   Maio 2009   Junho 2009   Julho 2009   Agosto 2009   Setembro 2009   Outubro 2009   Novembro 2009   Dezembro 2009   Janeiro 2010   Fevereiro 2010   Março 2010   Abril 2010   Maio 2010   Junho 2010   Julho 2010   Agosto 2010   Setembro 2010   Outubro 2010   Novembro 2010   Dezembro 2010   Janeiro 2011   Fevereiro 2011   Março 2011   Abril 2011   Maio 2011   Junho 2011   Julho 2011   Agosto 2011   Setembro 2011   Outubro 2011   Novembro 2011   Dezembro 2011   Janeiro 2012   Fevereiro 2012   Março 2012   Abril 2012   Maio 2012   Julho 2012   Agosto 2012   Setembro 2012   Outubro 2012   Novembro 2012   Dezembro 2012   Janeiro 2013   Março 2013   Abril 2013   Maio 2013   Julho 2013   Agosto 2013   Setembro 2013   Novembro 2013   Janeiro 2014   Março 2014   Maio 2014   Julho 2014   Agosto 2014   Janeiro 2015   Fevereiro 2015   Maio 2015   Junho 2015   Setembro 2015   Outubro 2015   Dezembro 2015   Abril 2016   Julho 2016   Setembro 2016   Novembro 2016  

Perdidos no Hiper-Espaço:

Em quarentena (Vírus linka-deslinka):

Desembarcados num Mundo Hospitaleiro:

Pára-arranca:

Sinais de Rádio do Espaço Cósmico:

Tele-transportes:

Exposição Temporária:


referer referrer referers referrers http_referer

This page is powered by Blogger. Isn't yours? Mail